D
E
L
I
V
E
R
Y

Você sabe o que é Malte?

Você certamente já ouviu falar em Malte, certo? Mas você sabe o que é ou pra que ele serve?

Depois da água, é o ingrediente que aparece em maior quantidade na produção da cerveja, é qualquer grão de cereal que tenha sido feito o processo de malteação e quando falamos sobre malte, geralmente é o malte de cevada, que é o mais tradicional, mas quando se fala de algum outro, é chamado de “malte de aveia” ou “malte de trigo”.

Já no processo de malteação, a indústria de grãos faz o grão germinar umedecendo-o e deixando na temperatura favorável para isso e quando os grãos começam a germinar (aparecendo a raiz e caule) é hora de interromper esse desenvolvimento, logo após, é feita a secagem e torra dos grãos. Mas pra que isso?

É o amido que tem dentro do grão que é de grande valor para a fabricação da cerveja. No processo de produção da cerveja, o amido vai ser transformado em açúcares que vão servir de alimento para as leveduras que vão transformar esses açúcares em álcool e gás carbônico, as leveduras não conseguem se alimentar de amido, logo, precisamos dessa transformação.

O amido encontrado nas sementes é uma reserva de energia das plantas e elas precisam dessa reserva para germinar, já que nessa altura elas ainda não tem folhas para fazer sua fotossíntese.

Então quando a planta percebe que vai germinar, produz enzimas que vão quebrar o amido para que consigam se alimentar dele e se desenvolver e essas enzimas são muito importantes na produção da cerveja porque são utilizadas para quebrar o amido do próprio grão e produzir açúcares simples para que as leveduras se alimentem.

O malte vai servir de fonte de açúcar para as leveduras, essa é sua principal função. Por sua vez, as leveduras vão “comer” esse açúcar e irão produzir o álcool e o gás carbônico que deixa aquela linda espuma que amamos. Quanto mais açúcar, mais álcool.

O malte também traz outras contribuições na cerveja, como:

Cor: Dependendo do grau da torra do malte, a cerveja irá ter uma coloração diferente começando do amarelo palha, dourado, vermelho, cobre, marrom até o negro opaco.

Corpo: Alguns açúcares e proteínas presentes no malte vão servir para dar mais textura à cerveja, trazendo mais cremosidade.

Dulçor: Alguns açúcares complexos vão estar presentes na cerveja e as leveduras não conseguem “comê-los”, assim, trarão na cerveja um sabor mais adocicado que vai equilibrar com o lúpulo, que é amargo.

Sabor e aromas: O malte pode trazer sabores e aromas desde biscoito e pão, caramelo até café e chocolate. Isso dependerá do grau de torra que o malte tem.

Quem aí também é fã de cervejas maltadas levanta a mão!

FALE COM
O #BREW

Sua opinião, sugestão e mensagem são muito importantes para deixarmos o #BREWTECO cada vez mais com a sua cara.

    Imagem para Subir para o Topo